LinkedIn quer competir com o Clubhouse

LinkedIn quer competir com o Clubhouse

Nas salas de conversa do Clubhouse há espaço para os mais variados temas e para diferentes tipos de diálogos – desde os mais informais a conferências promovidas por empresas. O LinkedIn percebeu que a nova rede social tinha descoberto uma área com potencial de crescimento e decidiu avançar com as suas próprias ferramentas de áudio.

Segundo o Business Insider, o LinkedIn está na fase inicial e desenvolvimento de funcionalidades de enriquecimento da plataforma muito semelhantes àquelas que o Clubhouse já disponibiliza aos seus utilizadores (para já, somente iOS). A rede social dedicada ao mundo profissional segue, assim, as pisadas do Twitter, Facebook e Spotify que também estão a trabalhar em sistemas de áudio.

No caso do LinkedIn, detido pela Microsoft, uma das apostas será a criação de salas onde um conjunto de oradores e ouvintes podem interagir e partilhar conhecimento. Este modelo assenta na mesma dinâmica que o Clubhouse.

LinkedIn quer competir com o Clubhouse

«Estamos a fazer alguns testes iniciais para criar uma experiência de áudio única e ligada à vossa identidade profissional», explica Suzi Owens, porta-voz do LinkedIn. Em declarações ao Business Insider, esclarece que a empresa está a tentar perceber de que forma pode introduzir o áudio noutras partes do LinkedIn, nomeadamente eventos e grupos. O objetivo é oferecer aos utilizadores «ainda mais formas de se conectarem com as suas comunidades».

Embora tenha nascido com uma aplicação de networking, fazendo a ponte entre empregadores e profissionais, o LinkedIn tem investido recentemente na vertente do conteúdo: já é possível publicar stories que desaparecem ao fim de 24 horas tal como no Instagram, por exemplo.

Dan Roth, editor in chief do LinkedIn, explica à mesma publicação que esta estratégia assenta na constatação de que as pessoas estão a dar cada vez mais atenção ao conteúdo. Deixou de ser uma pequena parte da experiência profissional para passar a ser um eixo fundamental.

LinkedIn quer competir com o ClubhouseReceba os nossos Artigos no seu E-mail. Subscreva!

Executive IT