Santander procura soluções de IA

Santander procura soluções de IA

Fazer com que o futebol seja mais inclusivo, diverso e sustentável é o objetivo do Santander ao lançar uma competição internacional com foco em novas soluções tecnológicas. O banco junta-se ao Global Sports Innovation Center (GSIC) powered by Microsoft para promover o futebol do futuro.

Inteligência Artificial (IA), realidade virtual ou aumentada, Internet das Coisas (IoT) ou blockchain são algumas das tecnologias que poderão ajudar a concretizar o objetivo do Santander. Para isso, nasce o FootballCan 2041, iniciativa através da qual serão identificadas as soluções tecnológicas mais promissoras.

O Santander e o GSIC powered by Microsoft procuram projectos que contribuam para eventos mais acessíveis, inclusivos e ecológicos para os adeptos de futebol, mas também novas experiências com impacto social positivo. Procuram ainda soluções que ajudem a ampliar o alcance e a melhorar as capacidades do Fieeld, um sistema tátil de retransmissão desportiva em diferido que permite aos invisuais viver o futebol com mais intensidade.

O FootballCan 2041 está aberto a todas as startups com ideias que se enquadrem nestes propósitos. O processo de candidaturas decorre até 18 de abril, sendo que há apenas 30 vagas disponíveis.

Os candidatos vão apresentar as suas propostas online e no final de abril serão apurados os 10 finalistas. Para maio fica marcada a grande final, em que participarão representantes da UEFA, da LaLiga e personalidades do mundo do futebol como Ronaldo Nazário. Daqui sairão as três startups vencedoras, que terão a oportunidade de desenvolver projetos-piloto com o Santander.

Os vencedores recebem 10 mil euros dinheiros, a que se juntam cinco mil euros adicionais caso consigam aplicar a sua tecnologia para melhorar as capacidades do Fieeld. Têm ainda acesso a assessoria e desenvolvimento do projeto-piloto avaliado em 12 mil euros, apoio na execução e um ano de associação gratuita ao Global Sports Innovation Center powered by Microsoft.

«Somos muitas pessoas, adeptas ou não, as que acreditamos na influência do futebol como agente de mudança e apreciamos o seu potencial para impactar positivamente a vida das pessoas. No Santander, a este poder transformador designamos de FootballCan, conceito sob o qual englobamos iniciativas alinhadas com a missão do banco e que contribuem para o progresso inclusivo, diverso e sustentável através do desporto rei», comenta Juan Manuel Cendoya, vice-presidente de Espanha e responsável de Comunicação, Marketing Corporativo e Estudos do Grupo Santander.

Executive IT